Deprecated: Function create_function() is deprecated in /home2/ineditap/public_html/wp-content/themes/medicare/functions.php on line 127
Psicologia do Adulto – INédita
Especialidades

Psicologia do Adulto

A psicologia clínica tem como objetivo ampliar a compreensão da pessoa relativamente aos conflitos, sintomas emocionais e sentido das suas vivências, bem como encontrar estratégias que ajudem a relacionar-se consigo e com o mundo que o rodeia de uma forma mais equilibrada e menos sofrida, visando o crescimento pessoal e promoção de um maior bem-estar geral.

Um acompanhamento psicológico é essencial para o conhecimento de si, das suas capacidades e limitações para uma melhor valorização existencial e consequente harmonia física e psíquica.

Um acompanhamento psicológico é essencial para o conhecimento de si, das suas capacidades e limitações para uma melhor valorização existencial e consequente harmonia física e psíquica.


O Psicólogo clínico intervém quando surgem os seguintes sinais de alerta:

Problemas de ansiedade


Alterações bruscas de humor


Sensação de pânico


Dificuldade no relacionamento com os outros


Sinais de tristeza e isolamento


Dificuldade em acolher as próprias emoções



Especialidades

Terapia Familiar

A terapia familiar é uma área de estudo multidisciplinar que procura compreender o funcionamento das relações familiares. Este tipo de terapia contempla modelos de intervenção e estratégias eficazes, que recorrem à ativação das competências e dos recursos dos próprios sistemas relacionais, baseando-se numa abordagem sistémica. A visão sistémica procura entender as interações que ocorrem dentro do sistema familiar, considerando a família como um todo. Os membros da família, ao interagirem e comunicarem, estabelecem relações que servem para manter o sistema em equilíbrio. O desequilíbrio do sistema pode provocar desequilíbrio no indivíduo e vice-versa. Sendo a família um sistema de relações contínuas e interligadas, quando há mudança num membro da família, há mudança nos outros membros.


Qual o papel do Psicólogo na terapia de casal e familiar?

O psicólogo utiliza técnicas e estratégias para auxiliar o casal/a família a reconhecer e expressar os seus sentimentos, angústias e insatisfações.

O psicólogo é como um catalisador da mudança!


Amplia as perspetivas de cada membro do sistema familiar ao contexto cultural, socioeconómico, respeitando o ciclo vital


Constrói possibilidades em conjunto e de acordo com as narrativas – dá voz às diferentes perspetivas, tornando-as presentes


Auxilia a família a identificar as suas necessidades e conflitos, atuando como facilitador e mediador do diálogo


Especialidades

Terapia de Casal

A terapia de casal é um espaço de sigilo e respeito onde o casal é acolhido nos seus problemas, queixas e exigências afetivas. Não há casal que não tenha dificuldades, há que as identificar e lidar com elas. Por vezes, as dificuldades transformam-se em crises. Nas crises conjugais há sempre duas pessoas envolvidas – a crise é de ambos.

Crises = Perda, Regressão, Rutura vs. Oportunidade de crescimento, de desenvolvimento. As crises podem ser agudas, ou seja, súbitas, intensas, limitadas no tempo ou crónicas, que duram no tempo, são continuadas.


Casais em crise aguda, por exemplo:

Relação extraconjugal de um dos membros do casal;


Violência física e/ou psicológica, inaceitável para um ou para os dois membros do casal;

Evolução diferente de um dos membros do casal em relação ao compromisso/investimento na relação conjugal;


Crise acidental na família nuclear ou na família alargada (e.g. nascimento de uma criança deficiente; suicídio na família; crise económica súbita).


Casais com queixas crónicas, por exemplo:

Dificuldades crónicas de comunicação;


Dificuldades em compatibilizar a gestão parental;

Relações tensas com as famílias de origem;


Dificuldades na sexualidade.


Os casais podem ainda ter pedidos preventivos, ou seja, antecipam que algo pode vir a dar problemas, por exemplo:

Constituíram uma nova família após o divórcio de um deles ou dos dois;


Identificam precocemente circunstâncias relacionais que podem criar tensão na relação, como por exemplo, oposição da família de origem ao casamento;

Conciliação família/trabalho;


Dificuldades nas práticas educativa.


Gerimos integradamente a sua saúde

Marque já a sua consulta!

© INédita